segunda-feira, novembro 14, 2011

Triste menina





Triste menina de rosto vermelho,
Olha ao redor e não pode ver o vento.
E alguém, por acaso, poderá vê-lo?
Se uma pessoa pudesse você também poderia.

Triste menina de olhos inchados,
Conta dias apressados,
Dando passos para trás.
Anda pra frente, menina!
É lá que o mundo está.

Triste menina que acha a vida tão sem sabor...
Coloca a alma pra cima
E numa alegria só
Tira o pó dessa sandália.
Vem comigo que eu te mostro o caminho!
...

Espera!
Agora a triste menina sou eu.
Talvez eu tenha desaprendido a viver.

Doce menina de sorriso largo,
Por favor, me ensina agora
O que já te ensinei.

Um dia é você,
Outro dia sou eu.
Mostra pra mim o que você aprendeu.

Linda menina de luz,
Me diz como tirar o peso
Que, então, tirei de você.
E quem sabe, agora, eu aprenda de uma vez
A ser feliz do jeitinho que você fez.





Tamires

6 comentários:

  1. Parabéns por suas belas palavras! =)

    ResponderExcluir
  2. Brigadinha, Evelyn
    Seja sempre bem-vinda!

    ResponderExcluir
  3. Estou emocionada!!!!!!! não conhecia esta sua veia poética, só o espírito de comédia e bom humor... mas, o verdadeiro talento é assim - completo, com tudo de bom. Parabéns!!!!!!!!!!!! Valda Lorena

    ResponderExcluir
  4. Valdinha, muito obrigada. Eu sou assim mesmo, uma caixinha de surpresas. Quando vc menos espera, Uopa!! Lá estou eu. rsrsrsr
    Bj

    ResponderExcluir
  5. Tamires, muito bonito isso.
    E é muito verdade " um dia é você , outro dia sou eu".
    Sempre precisamos das pessoas.
    Sucessssssso.
    Anita

    ResponderExcluir
  6. Ameiiiiiiiiiiiiiiiiii esse seu poema!!! Eu também escrevo poemas, sabia? Olha meu blog: http://bloglivrosecha.blogspot.com.br/
    Beijinhos :)

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...